Posts

“Espiral”, um poema do livro “Tradutor de Chuvas”

ESPIRAL

No oculto do ventre,
o feto se explica como o Homem:
em si mesmo enrolado
para caber no que ainda vai ser.

Corpo ansiando ser barco,
água sonhando dormir,
colo em si mesmo encontrado.

Na espiral do feto,
o novelo do afecto
ensaia o seu primeiro infinito.

MIA COUTO
Do livro “Tradutor de Chuvas”, publicado pela Editorial Caminho.

Mia Couto receberá título “Doutor Honoris Causa”

A Universidade Politécnica de Maputo irá atribuir o título “Doutor Honoris Causa” a Mia Couto, em cerimônia a realizar-se no dia 02 de Setembro próximo.

A instituição já homenageou, com esse mesmo título, o artista plástico Malangatana e agora o Conselho Científico da instituição deliberou homenagear o escritor.

Acerca de tal atribuição, afirmou o reitor da universidade, Lourenço do Rosário: “Temos conhecimento de que o escritor Mia Couto já recusou várias propostas para esse mesmo título no país e no estrangeiro. Para nós, é uma honra ter doutorado o artista plástico, Malangatana Valente Ngwenya, e agora vamos fazer o mesmo com Mia Couto”, disse.

Fonte: MMO Notícias

Homenagem de Mia Couto a José Saramago

A leitura foi realizada em 2013, no Brasil, para celebrar o lançamento de dois dos livros mais importantes da obra de José Saramago pela Companhia das Letras, “Memorial do Convento” e “Levantado do Chão”.

Mia Couto  faz relembrar, ainda, importante passagem de Saramago por Moçambique.